Translate

27 dezembro, 2011

Leva-me para dançar

o tempo corre pra mim
bem mais rapidamente
envelhecendo meus rins
antes da minha mente

o tempo rouba-me o beijo
beijos que ainda não ganhei
sonega-me os desejos
e o príncipe que sonhei

o tempo a pele maltrata
no escárnio da ansiedade
minha dor ele retrata

por uma noite apenas
leva-me para dançar
de-me umas horas  amenas


                                    (para minha filha)

8 comentários:

  1. É realmente paradoxal!O Tempo é um Titã adorável e cruel que nos dá mais entendimento da vida encurtando simultaneamente.

    Muito belo seu dizer! Parabéns!

    Muita Paz, prezada Poetisa!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Nice!
    Cronos nos dá com uma mão e tira com outra.
    Entrega-nos a vida e nos toma um pouco a cada dia, mas nos é grande mestre.

    Parabéns pelo talento!

    Feliz ano-novo.

    Abraços fraternos do amigo!

    ResponderExcluir
  3. Muito lindo! poetar não é o meu forte...fico-me pelas leituras...gostei
    Bjs

    ResponderExcluir
  4. O tempo é um bandalho sem nome!

    ResponderExcluir
  5. Nicast, querida, é isso ai....sentimos na pele o quanto o tempo não perdoa mas também nos ensina que devemos aproveitar todos os momentos. Lindissima Poesia!! Desejo-te um Ano Novo de muitas alegrias, saúde, amor e paz! Beijos, Vilma

    ResponderExcluir
  6. Nicast,
    Em um estudo que fiz sobre "tempo", em Cecília Meireles - http://literaturaemvida2.blogspot.com -, vi que, às vezes, esse conceito se misturava com o conceito de "vida". E parece que essa mistura é consenso: vida é tempo. Haverá tempo sem vida?
    Eliane F.C.Lima (Blogue "Poema Vivo")

    ResponderExcluir
  7. E existe melhor que o instante
    intenso?

    É tudo que temos:
    aproveite para dançar!

    Abraço!

    ResponderExcluir
  8. Nicast
    O tempo é inexorável.
    Aproveite.O aqui agora.
    Linda poesia.
    Feliz Ano Novo.

    Bjs

    ResponderExcluir